quarta-feira, 23 de junho de 2010

Only You - Capitulo 8


Capitulo 8

- Sam…eu quero sair da alcateia. – Disse a Leah.
- Porque? – Perguntou o Sam.
- Não quero estragar a tua relação com a minha prima… - Disse a Leah.
O Sam ficou a olhar para a Leah e disse-lhe que não podia sair da alcateia.
- Estás a tortura-la! – Exclamei.
- Cala-te sanguessuga. Porque é que não te vais divertir com um veadinho? – Perguntou-se.
- Pois…o teu sangue deve ser mais nojento! – Exclamei.
O Sam ergueu a mão e empurrou-me, eu cai no chão, a minha mão ficou ferida porque a espetei num pau.
- O que é que fizes-te? – Perguntou o Jacob.
- O que a tua namorada merece. – Respondeu o Sam.
- Não, não merece. E só não te mato porque ela está aqui, também estou fora e escusas de dizer que não porque eu mando-te lixar! – Exclamou o Jacob.
- És tão…como é que gosto de ti? – Perguntou a Leah.
O Sam revirou os olhos.
- Estou fora com o Jake. – Disse a Leah.
O Jake levou-me para a casa dos Cullen.
- Dói-te amor? – Perguntou o Jacob.
A Leah estava a conduzir.
- Um bocadinho… - Respondi com o braço já cheio de sangue.
Quando chegámos a casa a minha perguntou logo o que se passou, o Jake teve-lhe e explicar enquanto o Carlisle me cuidava da mão.
- Querida acho que tens de ser cozida. É que a ferida é enorme… - Disse o Carlisle.
- Só a mim…
- Enquanto eu te cozo podes me mostrar o que aconteceu? – Perguntou o avô Carlisle
Assenti com a cabeça. Mostrei-lhe o que a besta do Sam fez. Sai da sala do avô com a mão toda coberta com pensos e ligaduras, sentei-me no sofá ao pé do Jacob.
- Estás bem querida? – Perguntou ele.
- Sim, o Carlisle deu-me analgésicos para as dores. – Respondi.
Deitei a cabeça em cima do ombro do Jacob.
- Ainda não percebi porque é que o Sam fez isso… - Disse a minha mãe.
Mostrei-lhe o sucedido, a minha mãe esteve a falar com a Leah sobre o que é que ela estava a pensar fazer quando o bebé nascesse. Até que alguém toca á porta era o meu avô Charlie.
- Olá querida. – Disse ele abraçando-me.
- Olá avô. – Respondi.
Voltei a sentar-me ao pé do Jacob com a cabeça no ombro dele.
- O que é que te aconteceu á mão querida? – Perguntou o avô.
- A besta do Sam empurrou-a. – Respondeu a Leah.
- Nós vínhamos falar com vocês sobre uma coisa. Eu pedi a Sue em casamento. – Disse o avô Charlie.
A Alice deu um gritinho.
- Charlie por amor de deus, deixe-me organizar o seu casamento. – Pediu ela.
O meu avô derrotado disse que sim, tentei bater palmas mas rebentei os pontos o sangue começava a escorrer pela minha mão.
- Carlisle? Acho que rebentei os pontos. – Disse eu indo para o pé do meu avô.
No dia seguinte quando acordei o Emmett entrou pelo meu quarto contente e sentou-se na minha cama.
- Miúda, eu estava á caça, então eu vi o tal vampiro e matei-o! – Exclamou o Emmett.
Sentei-me na cama.
- Emmett isso é óptimo! Já disses-te aos meus pais? – Perguntei.
- Não eles estão fechados no quarto ao lado. – Disse o Emmett.
- Vou-me vestir e depois vou dizer ao Jacob. – Disse eu.
- Eu já lhe disse. Ele está á tua espera lá fora. – Disse o Emmett.
Sorri e vesti-me, os analgésicos passaram por isso agora a mão dói-me mais…sai do quarto e fui ter com o Jacob e com a Leah.
- Olá amor. – Disse eu beijando o Jacob.
- Olá Nessie. – Disse a Leah.
- Olá. – Respondi.
- A minha mãe disse para ir-mos ter com eles á casa dos Cullen. – Disse a Leah.

Sem comentários: