terça-feira, 31 de agosto de 2010

Kellan Lutz: ''Não quero ser um pedaço de carne toda minha carreira''.

O ator de Twilight: Kellan Lutz (Emmett Cullen), conversou com a UsMagazine e contou um pouco do seu envolvimento no St. Bernard Project, de não querer ser apenas um corpinho bonito e mais, confira!
Image and video hosting by TinyPic
Tira, tira! Kellan Lutz, gato de Twilight, não tem ilusões sobre a natureza de sua fama. “Produtores e estúdios sabem o que vende,” o ator impressionantemente sarado disse à UsMagazine.com na segunda-feira durante uma entrevista por telefone.
“É bacana ser um dos garotos que podem ajudar a vender um filme com tirar sua camisa.” Lutz, 25 anos, recentemente liderou a lista inaugural de Melhor Corpo do Verão da Health Magazine – ganhando de gatos e tanquinhos como Matthew McConaughey, companheiro de Twilight Taylor Lautner, Zac Efron e outros.
Lutz ainda contou à Us, “De nenhuma forma eu quero ser um pedaço de carne pelo resto da minha carreira. É engraçado quando você é chamado para fazer um talk show, e eles terminam com pedidos para você tirar a sua camisa.”
O astro ligou para Us de New Orleans no quinto aniversário do Furacão Katrina, trabalhando com a organização St. Bernard Project, Lutz ajudou a construir 5 casas em 7 dias na cidade ainda em recuperação.
“Nós estávamos trabalhando o tempo todo, 50 horas de uma vez em diferentes horários,” Lutz disse orgulhoso. “Terminamos bem a tempo. Tivemos tantas pessoas vindo e ajudando. Foi tão emocionante.”
A namorada de Lutz, AnnaLynne McCord o introduziu ao St. Bernard Project. “Ela realmente me educou na necessidade lá na área.” Lutz disse para Us. “Você realmente não entende o que está acontecendo ao menos que esteja lá passando pela experiência.” (Recentemente ele também filmou uma comédia romântica – Love Wedding Marriage – com Mandy Moore na área.)
Ele estará de volta em Lousiana quando Breaking Dawn começar a filmar em Baton Rouge. “Estou esperando ir e trabalhar com o St. Bernard Project lá também. Espero trazer alguns outros membros do elenco também.”
Outros membros como… Robert Pattinson? “Seria uma grande surpresa para todos,” disse Lutz, rindo. “Apesar de que eu teria que filmar o Rob tentando martelar um prego, ele pode se machucar.”

xoxo, Caah ;*

Fanfic's

Olá :D
Bem eu queria falar com vocês sobre um assunto importante.
Infelizmente aqui em Portugal a minha escola começa dia 13, e eu tenho mesmo de me impenhar na escola este ano, porque a matéria vai ser 100x mais difícil... (dá vontade de chorar...)
E podem não acreditar mas a minha mãe já fez um horário para eu estudar depois das aulas e eu só posso vir ao computador das 19:00h às 22:00h (aqui em Portugal).
Por isso o meu tempo de escrita das fanfic's vai ser curto e para postar no blog ainda mais curto...isso deixa-me triste... mas então eu queria falar das minhas fanfic's.
Eu tenho MUITAS e só posso ter pelo menos duas.
Então eu decidi que ia apagar algumas e fazer uma nova e deixer apenas o "Eu e tu, meu amor."
As outras fanfic's estavam a começar com temas difíceis e aos quais tenho de ter tempo para os escrever...
Por isso, peço desculpa a sério, mas vou ter de começar uma mais simples...
Peço imensa desculpa mas como sabem a escola complica tudo, maldita escola, e então vai ter de ser assim :(
Bem, Bjs Melissa e quando tiver a nova fanfic feita eu posto o primeiro capítulo.
Bjs Melissa

Múdamos o blog

Então nós decidimos mudar um pouco o blog para ficar mais... Twilight.
Gostaram?
Bjs Staff do blog

Sorry :\

Heey pessoas   ' s2. Como vocês vão?

Não tenho tido muito tempo para o blog, está bem óbvia minha inativez (é assim que se escreve?). A fanfic que estou escrevendo, bem... está uns 4 capítulos atrasados porque realmente não tive tempo para postar, por causa das provas e talz. Bem, sempre que conseguir vô tentar colocar eles em dia, mas sinceramente, não garanto nada, porque minha criativadade no momento tá zero :S
Adorei as mudanças (!)

Beijos, Duuh.  ;**

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Melhor Homenagem, debaixo d'agua.

Oi, pessoal (:


Sobre aquela promo que eu fiz nos posts anteriores. (Melhor Homenagem!) Entrei no e-mail do blog e nada! Acreditam!? Fico triste porque nenhuma de vocês participaram :( Mas com o tempo, o blog irá crescer e ter um monte de promos *-* Aguardem, porque o blog: GARANTE!


Beijos, Caah.

Team Jacob x Team Edward

Bem, a postadora que cometeu essas besteiras todas fui eu, bem peçoo desculpas, mas desculpa são apenas palavras, certo? Então vou recompensar começando a escrever minha fan-fic, e com uma materia especial...


   Todos nós sabemos que existe uma "rivalidade" entre os personagens Jacob e Edward, e assim surgiu a campanha "Team Jacob" e "Team Edward" , uma competição saudavél, pelo o menos para alguns....


Team Jacob:



"Team Jacob para sempre"


"Sim, você pode ser do team Jacob"

Team Edward



"Eu estou no time Edward"


"Aqui vivem pessoas do team edward"

Atenção: As fotos são montagens, ou seja isso é apenas uma brincadeirinha ;*


Gostaram? Comentem.... 

domingo, 29 de agosto de 2010

SÓ para as postadoras

Mais uma vez é triste só conseguir falar com vocês por aqui.
Porque se quiser dizer algo sobre vocês TODAS as pessoas iram ver...
Por isso mesmo vou ser: simples, directa e sem lamechices!
Eu não gosto de editar postagens mas houve algumas postagens da mesma pessoa (não digo o nome) às quais tive de mesmo de editar.
Quando fazemos uma postagem temos de ter atenção se escrevemos as coisas direitas e se sabemos descrever as coisas...
Eu tive de editar uma que tinha: "axo" no lugar de "acho". Uma coisa á qual não gosto nada é pessoas que escrevem mal!
Quando vocês encontram videos na internet sobre o Amanhecer NEM TODOS são os verdadeiros.
Ah e mais uma coisa ainda não começaram as filmagens de Amanhcer por isso é IMPOSSÍVEL haver um trailer por isso nunca escreveam: "Confiram o trailer de Amanhecer." apenas escrevam: "Veja o video fanmede de Amanhecer." Porque ainda não existe nenhum trailer.
Bjs Melissa e se precisarem entrem em contacto comigo pelo o meu e-mail pessoas ou do Blog :)

Trailer fanmade

Confiram o traller de Amanhecer, nossa esse filme promente! Atenção o trailer é de fanmede não é o real!

Vampiros que se mordam...



Todos nós sabemos que a saga crepusculo é otimo para fazer parodias e a mais celebre é Vampiro que se mordam um filme muito legal qeu só no trailler vc já começa a ri, com aquelas piadinhas hilarias sobre o Jak e o Edward,mas enfim acho que o trallier explica melhor....


Estreia dia 1 de outubro no Brasil!

Produtos bizarros de Twilight


Eu encontrei na net estes produtos bizarros do Twilight. Sério são mesmo estranhos...
Bjs Melissa

Eu e tu, meu amor - Capítulo 4


Capítulo 4 – Treino

Desliguei o telemóvel e virei-me para o lado do Jacob. Este agarrou-me e beijou a minha testa, ainda era muito cedo e tenho a certeza que eles não iam treinar agora…
Fechei os olhos…
“Cheguei a casa. Não havia luz nenhuma acesa, procurei o botão da luz, acendi e por toda a minha casa e do Jake estavam todas da Amy e dele.
Pus a mala e o casaco em cima do sofá e fui até ao andar de cima.
- Meu amor… - Chamei á porta do quarto.
Ninguém respondeu, abri a porta e vi o Jake e a Amy os dois na cama! Fechei a porta e já os via em todo o sítio.
- Passas-te á história. – Dizia a Amy com os olhos fixos em mim.
- Nunca te amei. – Murmurava o Jake também com os olhos fixos em mim.
Por todo o lado que andasse conseguia vê-los os dois juntos e ouvi-los e murmurarem sempre mas mesmas coisas idiotas.”
- Nessie! Acorda! Nessie! – Gritou o Jacob.
Abri os olhos e vi o rosto do Jacob a olhar fixamente para mim como no meu pesadelo, fechei e abri novamente os olhos.
Sentia o meu corpo bastante suado e a mão quente do Jacob na minha testa. O Jacob deitou-se ao pé de mim e puxou-me para ele.
- Foi só um pesadelo meu amor. – Disse o Jacob beijando-me.
- Vais-me deixar? – Perguntei com as lágrimas nos olhos.
- Nunca princesinha. – Respondeu.
Continuei a chorar. Aquele pesadelo tinha sido tão…idiota.
- Amorzinho não chores. – Pediu.
- Tu não sabes o que sonhei! – Respondi.
- Imagino…mas tu sabes muito bem que só te amo a ti, e pior não consigo viver, nem sei viver sem ti chatinha. – Disse o Jacob.
Aquilo do “chatinha” fez-me rir, vá pelo menos isso. Vesti umas skinny jeans, uns ténis, uma camisola de manga comprida, um quispo grosso, um gorro e um cachecol á volta do pescoço.
Fui buscar um livro para ler enquanto eles treinava. Sentei-me no chão encostada a uma árvore a ouvir música e a ler o meu livrinho.
Ouvi algo na floresta, e eu sou bastante curiosa por isso vai desta que amanhã já não há. Tirei os phones dos ouvidos e fui até ao ruído.
Parei quando vi uma pessoa, olhei para os seus olhos e eram realmente vermelhos leitosos e a sua pele era pálida.
Engoli a seco e caminhei para trás lentamente.
- Tu…cheiras tão bem… - Murmurou.
Quando ele me ia atacar um lobo enorme pôs-se mesmo á minha frente. Ele reparou que eu mão me afastava, eu simplesmente estava em choque por isso deu-me uma patada e eu voei literalmente até ao descampado onde eles estavam a treinar.
Bati com a cabeça numa árvore e com as costas. A minha mãe afastou-se assim que viu o sangue, apenas vi o meu pai e o Carlisle a caminhar para mim enquanto o Jacob estava na forma de lobo.

Jacob

A Nessie estava inconsciente á quase um dia, o Carlisle achou por bem e para não haver problemas piores levar a Nessie para o hospital.
Ver a Nessie deitada naquela cama fazia-me confusão, deixava-me deprimido e sem saber o que fazer.
Sentia-me inútil e impotente e ainda pior: culpado. Se não tivesse levado a Nessie para aquele treino idiota ela não tinha decidido ir até á floresta e não estava neste estado.
A Alice acha que a Nessie pode acordar eventualmente daqui a três dias mas serão três dias de agonia.
- Se vamos por o caminho das culpas então eu fui um idiota ao ligar-lhe. – Disse o Edward.
Ficámos um tempo em silêncio.
- Jacob, se quiseres podes ir a casa tomar um banho ou dormir. Eu e a Bella ficamos com ela. – Disse o Edward.
Talvez fosse mesmo melhor ir a casa, tomar um banho rápido e voltar ao hospital para ao pé da minha pequenina.
Fui a casa, tomei um banho e alguém bateu á porta. Acabei de me vestir e fui abrir.
- Ray… - Eu não falo com a Rachel mas ela estava ali mesmo á minha frente e eu não sabia o que fazer.
Primeiro ela deixa-se engravidar por um lobo idiota que sempre tentou tudo para me afastar da Nessie e que nunca gostou dela e segundo tenta matá-la quando ela era bebé.
- Precisamos de falar. – Disse a Rachel.
Comentem Bjs Melissa

sábado, 28 de agosto de 2010

Produtores de 'Amanhecer' estão no Rio de Janeiro!

Heey, povo *-*


Sérgio Sá Leitão postou novamente em seu twitter sobre as negociações de BD no Brasil! O pessoal já está na cidade! *-*


Beijos, Caah ;*

Sem Regras - Capítulo 1 e Prólogo

OI!
Então eu decidi fazer OUTRA fanfic, assim o blog fica cheio de fanfic's.
Essa é diferente e não tem imagem porque eu não sei bem como a fazer...
Bjs Melissa e comentem

Sem regras
Prólogo:

Renesmee e Jacob vivem no século 19.
Renesmee é filha de uma duquesa. A sua mãe, Bella, faz um casamento arranjado para ela mas mesmo assim ela não quer casar e decide fugir.
Esta encontra Jacob e TUDO muda no seu mundo.

Capítulo 1

- Renesmee já tens 19 anos está na hora de vos casar com um nobre. – Disse a minha mãe Bella.
Eu sabia bem que estava na altura de me casar mas eu só me queria casar por amor. Com alguém que amasse e definitivamente os meus pais não viam isso.
Iria casar-me com um homem antipático e muito burro. Era o Alec, o homem mais idiota de todo o mundo!
- Eu sei mas…eu simplesmente quero casar-me por amor. – Murmurei na grande janela do meu quarto.
A minha mãe seguiu-me, agarrei numa pequena flore e lancei-a para baixo. Olhei pela janela e vi Jacob.
Jacob é filho de um trabalhador do meu pai, ele é tão simpático e ouvem-me quando mais preciso de falar.
Mas claro que os meus pais não gostam nada disso. Acenei-lhe e este acenou-me na mesma. Jacob também se iria casar com uma rapariga muito idiota e burra, Leah.
A minha aia chegou ao quarto e viu o espartilho em cima da minha grande cama.
- Não está a usar espartilho?! – Perguntou incrédula.
- Não, nem vou usar. – Respondi a correr até á sala de jantar.
Corri agarrando no vestido grande até á sala de jantar. Quando lá cheguei choquei com o Jacob e caímos no chão.
- Alteza não devia andar assim a correr. – Disse ele levantando-me do chão.
- Sabes que mais? Também não estou a usar espartilho. – Respondi.
O Jacob soltou-me e voltei a cair no chão.
- Poupe-me a esses pormenores. – Pediu.
Sorri e fomos até ao jardim. O Jacob conseguia ser tão amável…ele era sempre tão…simpático eu nem sei como o descrever.
- Sabe eu realmente não me quero casar… Casar devia ser por amor e não por sangue real ou não. – Confessei.
- Penso o mesmo…mas neste caso eu não tenho sangue real. – Disse Jacob ajudando-me a descer as escadas.
O seu toque na minha mão fez um arrepio na minha espinha. Ele é mesmo um cavalheiro, não é como Alec!
Sorri para e ele e este retribuiu o sorriso. Ele era tão…perfeito… Eu não sou nada como a minha família.
Eu gosto de ser eu e… quebrar as regras.
- Renesmee! O que estás a fazer?! – Gritou Alec em cima do cavalo.
- Nada que seja da sua conta! – Exclamei.
- Não me poderás tratar assim depois do casamento! – Gritou.
- Não te pertenço! Não sua nem nunca serei! – Gritei mais uma vez em direcção ao quarto.
Fui para o quarto e quando entrei vi o meu vestido branco para o casamento arranjado em cima da minha cama.
As minhas aias estavam á minha espera para me ajudar. Iria casar-me durante aquela tarde e sinceramente não queria nada.
Elas vestiram-me e enquanto arranjavam os meus longos cabelos encaracolados eu arranjei uma maneira de não me casar!
Se eu fugisse eu não me casaria então se era isso que era preciso eu iria faze-lo e nada me iria impedir!
Sempre fui decidida e desta vez estava mais decidida que nunca! Iria tentar parecer que estava feliz e depois fugiria!
- Estais pronta? – Perguntou o meu pai.
Sorri e caminhei para ele.
- Sim. – Respondi a sorrir.
Por fim entrámos no jardim. O meu ignorante noivo estava com aquele ar de…idiota a olhar para mim. Ele enoja-me muito. O meu pai deixou-me ali com ele.
Quando chegou a parte das alianças deitei a minha para o chão e pisei-a com bastante força.
- Eu não me vou casar! – Gritei a correr pelo jardim.

Você vê o verdadeiro eu - Capítulo 2

Olá!
Posto aqui o segundo capítulo da minha fanfic ''Você vê o verdadeiro eu''. 
Espero que gostem!


Capítulo 2
Minha cabeça doía. Muito. Tentei levantar, mas as minhas pernas estavam dormentes e eu não as sentia. Ótimo! Eu estava caida no meio do nada. Bom, pelo menos não estava em casa.
Ouvi um barulho de galhos de árvore mexendo de novo. Que legal, eu não tinha despistado aqueles bichos. Eu seria morta? Esperava que não, eu só queria fugir. O que há de errado nisso?
- Malditos bichos! Me deixem em paz! Se forem me comer, me comam logo então! – Exclamei, na esperança de que os bichos ouvissem o meu grito e pelo menos entendessem.
Mas não. Lobos invadiram brutalmente os arbustos e ficaram em volta de mim, um me olhava, outro olhava para os outros lobos. Um não tirava os olhos de mim, eles deviam estar famintos...e eu era o prato especial. Que ótimo.
De repente os lobos começaram a sair. Uns soltavam resmungos e ruídos altos, outros abaixavam a cabeça. Mas um não conseguia parar de me olhar, de novo. Eles deviam estar ‘’me guardando’’ para aquele lobo. Com certeza era isso...
Fiquei com um pouco de medo, minhas pernas mexiam e minhas calças jeans desbotadas estavam sujas de terra.
Finalmente, os lobos foram embora e eu consegui me levantar, peguei minhas coisas (estavam esparramadas, o tombo foi feio.) e corri de novo, pra longe daquele lugar. Para a minha surpresa, de novo, eu bati a cabeça em alguma coisa, mas dessa vez era macia, e parecia ter vida.
- Ai minha cabeça... – Falei, levantando de outro tombo e recolhendo as minhas coisas. Isso já estava me dando trabalho demais...
- Você está bem? – Um garoto muito, muito musculoso e alto perguntou. Meu deus, será que eu bati nele? Ou eu só caí...?
Olhei desconfiada, e ele riu. Qual era a graça?
- Eu não mordo. Bom, não agora... – Ele disse, eu fiquei com mais medo. Pensei que ele fosse um bandido ou algum tipo de assassino. Continuei olhando desconfiada pra ele.
- O que você quer? Não tenho dinheiro e muito menos alguma coisa útil para você. – Perguntei, andando para o outro lado. Ele me seguiu.
- Não quero nada. Só vim ver se está tudo bem com você. Moro aqui perto e escutei um barulho, vim ver o que estava acontecendo e te encontrei. – Ele disse, sorrindo – Ah, o meu nome é Black. Jacob Black.
- Engraçadinho. Me chamo Renesmee Cullen. Não precisa me chamar de Renesmee, é um nome estranho. Nessie é melhor. – O que eu estava falando? Por que disse o meu nome? A reação dele não pareceu lá das melhores, afinal, Renesmee não é um nome comum. Acho que sou a única Renesmee do mundo.
- Desculpe te incomodar, Srta. Cullen. Pode me chamar de Jake. Só não faça isso de novo, por favor. – Ele disse, sentando em uma das pedras do meu lado.
- Não me chame de Srta. Cullen. Eu falei pra me chamar de Nessie. Por que me chama de outra coisa? Fazer o que em? Eu tenho 18 anos, posso agir como eu quiser, sou independente. – Bom, mentir sobre a idade ia ser quase um crime, pra minha mãe. Mas como faltam 2 dias e ela não está aqui, que se dane.
Fui andando sem direção, não queria ficar ali discutindo com um completo estranho. Bom, não completo, agora já sabia o nome dele.
- Não....não vá embora. Por favor.  – Jacob disse, olhei para ele com os olhos abertos, bem abertos. Seus olhos estavam vidrados nos meus. Senti uma coisa estranha, como se meu corpo quisesse ficar ali, como se eu quisesse ficar ali, só conversando com ele.
- Tá.
E sentei ao seu lado.
- Quer ir para minha casa? Dá pra perceber que você está fugindo. E não tem lugar pra ficar não é? Ou você quer apodrecer nessa floresta?  
Eu ri.
- Não, não quero apodrecer nessa floresta...mas também não quero ficar na casa de um completo estranho. Sim, eu estou fugindo...a vida fica bem melhor sem a minha presença. – Respondi, ainda rindo. Ele me fez rir depois de tudo o que aconteceu. Tão...rápido.
- O que você precisa saber é que não sou nenhum assassino e nenhum tipo de criminoso. Até minha casa eu posso te contar algumas coisas sobre mim. E talvez você conte algumas sobre você. – Tenho que confessar que fiquei muito aliviada em saber que ele não é nenhum tipo de criminoso. Se fosse, eu não podia nem sair de lá, eu seria sequestrada.
- Tá.
E fomos andando e conversando, até uma pequena casinha de madeira muito adorável no meio da floresta. 

Capítulo 3 - As minhas férias

Capítulo 3 – A nossa noite

Tontos e sem grande direcção chegámos ao meu quarto. Abri a porta e entrámos, caminhei em direcção á janela e comecei a tirar a roupa.
Jake fez o mesmo que eu, tirou a roupa ficando apenas de roupa interior. Jacob caminhou para mim e agarrou-me.
Deitámo-nos em cima da cama, eu e ele. Fiquei sentada em cima da sua anca, Jake levantou-se um pouco e beijou o meu pescoço.
A minha boca deslizou até á sua explorando cada centímetro da mesma. Jacob era tão quente, mas quente de calor corporal!
A sua boca era igualmente quente e saborosa mas ao mesmo tempo tinha um travo a álcool.
Aquilo estava a saber tão bem…tantos beijos, tantas carícias…tudo estava ser perfeito. Eu até parecia bastante sóbria!
Acordei de manhã com a cabeça e rebentar. Senti que alguém estava na minha cama, virei a cara e vi o Jake.
Lembrava-me muito bem do que tinha acontecido na outra noite, mesmo muito bem. O Jake acordou e olhou para mim.
- Bela roupa interior. – Murmurou o Jacob.
- Deixa que não estás melhor. – Murmurei.
Olhei para as boxers com uns lobinhos. Não sabia o que fazer por isso voltei a deitar-me em cima da cama.
- Preciso de te contar uma coisa. Eu tive a impressão natural por ti. – Disse o Jake.
Coitadinho…ainda está a dormir.
- Deixa Jake. Ainda estás a dormir… - Murmurei com os lençóis até ao pescoço.
O Jake deitou-se na cama á minha frente.
- Não. Ouve aquele lobo que viste na floresta era eu. Eu o Sam e o Paul somos lobos, eles já contaram às tuas amigas porque namoram mas eu achei que te devia contar o que é a impressão natural e o que sou. – Disse o Jake.
O meu coração deixou de bater. Eu estava diante do homem mais maravilhoso do mundo e ele estava a dizer-me que era um lobo?!
Na verdade tornava-se sexy…
- E… o que é a impressão natural? – Perguntei a medo.
Ele sorriu e tapou-se até ao pescoço assim como eu. Ficámos ali deitados a conversar sobre a impressão e ele.
- A impressão é quando um lobo descobre o amor da sua vida. É como se fossem duas almas gémeas. Se não sentes agora amor por mim talvez… - O Jake era realmente alguém para mim.
Jacob causava em mim nervosismo e deixava-me…nervosa. Eu gostava de estar ao pé dele, gostava, agora, do quente do seu corpo.
- Sabes…eu acho que sinto algo. – Murmurei.
Segurei o seu rosto com as minhas mãos e beijei-o mais uma vez. Arrastei o meu corpo até ao seu e ficámos ali tipo conchinha.
O meu mundo tinha mudado. Jake era uma criatura, um lobisomem… mas eu continuava a gostar dele…
- Porque és tão quente? – Perguntei.
- Os lobos são assim…quentes… - Respondeu num murmúrio.
Algo me atraia MUITO em Jacob. Talvez eu o amasse mesmo, a nossa conversa continuou e descobrimos que vivemos em Forks.
Como é que nunca nos vimos? Talvez fosse o destino. Então se fosse estava grata. Porque o destino tinha me guardado um homem maravilhoso.
Fechei os meus olhos e deixei-me estar ali no quente. Voltei á acordar e não vi o Jake na cama, nem a roupa dele no chão do quarto.
Poxa tinha sido um sonho verdadeiramente maravilhoso. Porém eu estava mesmo de roupa interior!
Vesti uma roupa qualquer e desci as escadas a correr, não estava ninguém em casa a não ser o Jacob.
Jacob estava a fazer o pequeno-almoço. Caminhei pela casa e ele veio ao meu encontro, abraçou-me com o corpo quente e grande.
- Nós fizemos…aquilo? – Perguntei.
- Sim, acho que sim. – Respondeu-me o Jacob.
- Eu acordei e não estavas na cama. – Disse eu.
O Jacob sorriu com AQUELE sorriso maravilhoso e sentou-se na cadeira á frente da mesa da cozinha a comer.
- Eu sei e desculpa mas estava esfomeado. – Disse o Jake.
Sentei-me na mesa da cozinha a pensar.
- Então…não foi um sonho. Tu és um lobo e namoramos e… - A minha cabeça estava a rebentar.
- Não te canses. Mas é tudo verdade… - Disse o Jake.
- Também acho melhor… - Murmurei.
Sentei-me ao seu colo e encostei a cabeça no seu ombro maravilhoso. Mais tarde fomos até á floresta e o Jake transformou-se á minha frente.
Aquilo foi diferente de TUDO o que já alguma vez vivi.
Bjs Melissa

Qual animal os personagens de crepusculo seriam?

Happy Family - renesmee-carlie-cullen fan art





Que fofinho, acho que oda Rosalie é a cara dela rsrs, em falar nisso proxima historia será dela, veja os links da historia caso vc tenha perdido uma clikando na foto do personagen ^^


                                                                         Bjs.... Mari Vasconcelos
Aí tem 2 fotinhas da nossa querida kristen na argentina, acho que isso faz com que eu tenha menos inveja, ela está quase roxa de frio rsrs









Peter Facinelli foi eleito o pior vampiro pela Rolling Stone por seu papel como o Dr. Carlisle Cullen na Saga Crepúsculo, mas ele não poderia estar mais orgulhoso! O único problema para ele é a comparação com Austin Scarlett!
Um crítico de filmes da Rolling Stone elegeu Peter o pior vampiro em sua lista de “Piores e Melhores Vampiros do Cinema e da TV”.
“Facinelli é um bom ator,” o crítico, Peter Travers, explicou. “Mas interpretando Carlisle Cullen, o chefe da família de vampiros Cullen, ele parece tão aterrorizante quanto o vencedor do ‘Project Runway’ Austin Scarlett, com quem Carlisle se parece bastante.”
Mas Peter ficou extasiado com a notícia!
“SIM! Finalmente fiquei em 1° lugar em algo!” ele twittou na quarta-feira.“Obrigado Sr. Travers,” Peter adicionou. “Como Carlisle é uma pessoa compassiva, e é um anti-vampiro por natureza, ser eleito o pior vampiro é um belo elogio para ele.”
Mas Peter ficou ofendido por ser comparado com Austin!


                              Bjs.... Mari Vasconcelos 

Dakota saindo da academia


Shuashual, parece que nem ela escapa das academinhas, essa foto foi tirada em Los Angeles, no dia 24 

Dakota está na capa da Marie CLarie


sexta-feira, 27 de agosto de 2010

As minhas férias - Capítulo 2

Capítulo 2 – Impressão Natural

A porta tocou, logo agora que só estava em roupa interior, de qualquer das maneiras devia ser Leah.
Corri para a porta e abria. Assim que abri a porta vi três rapazes á minha frente a olharem para mim.
- Oh devem ser os rapazes da limpeza. – Disse eu a sorrir.
- Não e tu? És a stripper? – Perguntou um deles.
Hã? Como é que me confundem com uma stripper?! Idiotas! Odeio estes rapazes da limpeza. Olhei para mim.
Estava só de roupa interior. Pois…por isso é que eles me acham a stripper. Eles entraram atrás de mim e sentaram-se no sofá.
Depois da Leah chegar começámos a falar com eles sobre o que é que eles estavam a fazer ali e porquê aquela casa.
- Bem nós alugámos isto! Para as nossas férias. – Disse um deles.
O que falou era o mais giro. Era alto, moreno, com uns olhos castanhos, um cabelo desalinhado e muito negro.
Ah e tinha muitos músculos. Olhei para a janela e estava a começar uma tempestade enorme de neve e vento.
- Acho que vão ter de ficar por aqui. – Disse a Rachel.
Passámos então às apresentações. O rapaz que me achou a stripper chamava-se Paul, o outro Sam e o que achei mais giro o Jacob.
Levei o Jacob até ao meu quarto, era o mais quente que havia.
- Podes dormir na cama. Eu não me importo de dormir no sofá. – Disse eu ao tal Jacob.
- Oh, não. Deixa, eu durmo no sofá. – Disse ele.
Jacob
Assim que olhei para Renesmee senti algo diferente, algo que não existia em mulher nenhuma que tinha conhecido.
Ela, Renesmee, era a rapariga que encontrei no bosque enquanto esticava as patas. Sim sou um lobisomem e não é nada fácil.
Renesmee dormir em cima da cama como um bebé, chamei o Paul e o Sam para falar com eles.
Algo se passava comigo.
- Jake, meu, tiveste a impressão pela stripper. – Disse o Paul.
- Cala-te! Ela não é isso! É especial é como se vivesse para alguém e que fosse para ele. – Expliquei.
Sam pus a mão no meu ombro e suspiros.
- Parabéns meu, agora vives para a tal Renesmee. – Disse o Sam.
Voltei para o quarto. Era óbvio que algo se passava ou ia passar entre mim e essa Nessie. Três dias passaram e não havia nenhuma cabana disponível para nós por isso as raparigas deixaram-nos ficar ali.
Renesmee
Levantei-me de manhã. Jacob já não dormia no meu quarto, ele e os rapazes dormiam noutro quarto os três.
Jacob era realmente encantador. Fui tomar o pequeno-almoço e eles também estavam lá em baixo mas a falar com as raparigas.
- Bom-dia. – Saudei.
- Bom-dia. – Responderam em uníssono.
O pequeno-almoço foi animado. Paul e Rachel foram até á floresta passear, Leah e Sam foram até á cidade e eu fiquei ali com o Jake.
- Nessie? Posso tratar-te por Nessie? Eu ouvi as tuas amigas e… - Disse Jacob.
- Posso tratar-te por Jake? – perguntei, este abanou a cabeça em sinal que sim – Então podes tratar-me por Nessie.
- Eu estava a pensar se não querias ir…jantar. – Disse Jake.
Algo me dizia para sim! Para ir jantar com o Jake por isso aceitei. As raparigas chegaram a casa e fui logo pedir-lhes ajuda para o que iria levar.
Chegámos a uma conclusão que eu iria levar um vestido vermelho curto.
- Eu tenho de vos contar uma coisa… Eu e o Paul namoramos. – Disse Rachel.
Não queria acreditar naquilo. O Paul cada vez que me via chamava-me stripper. Ele é um verdadeiro idiota!
- Parabéns… - Murmurei.
- Eu e o Sam também! – Disse Leah feliz.
Todos namoram menos eu! Mas poxa eu estou aqui para aproveitar a vida e em especial as férias e não andar a namoriscar.
Jake e eu saímos da cabana e fomos jantar. O jantar foi bastante agradável e Jake é um rapaz muito…interessante.
- Ei, vamos a um bar muito fixe. – Disse eu dentro do carro.
- ‘Bora lá! – Exclamou.
No bar dançámos imenso e bebemos uns quantos copos a mais. Chegámos a casa completamente bêbados.
Fomos em direcção ao meu quarto.

Nova Fanfic - Você vê o verdadeiro eu

Olá :)
Eu, Carol, resolvi criar uma fanfic especial. É mais ou menos parecida comigo essa fanfic!
Eu espero que gostem...aqui está o primeiro capítulo (depois do prólogo):



Prólogo:

Renesmee Cullen é uma adolescente de 17 anos MUITO rebelde, é muito má com sua família e gosta de se vestir de preto.
Um dia, depois de uma briga com sua mãe, ela decide fugir, só com uma bolsa cheia de roupas e o que ela precisa. Acontece que ela encontra um rapaz, Jacob Black, que faz ela ver a vida de uma outra maneira interessante.

Capítulo 1

Eu estava no meu quarto, ouvindo minhas músicas preferidas do Ipod, quando minha mãe me chamou. Que ótimo! Ótimo mesmo! Os meus tios estavam lá, querendo me ver. Eu simplesmente odeio quando temos visitas! É sempre um problema, não sei como as pessoas não veem isso! Tenho 17 anos e ainda sim recebo visitas diárias dos meus tios, isso me irrita muito!
Resmunguei alguma coisa pra ela e joguei o Ipod no chão, afinal eu deveria voltar logo. Desci as escadas e os meus olhos arderam. Rosalie, Emmet, Alice e Jasper estavam ali, todos com um presente, sorrindo.
- Renesmee! Mas que linda que você está! Cresceu quantos metros, em? – Jasper falou, passando a mão pelo meu cabelo. Eu simplesmente odeio que me toquem, que toda vez que alguém me vê fala que eu cresci, engordei ou alguma coisa do tipo.
Fui para o sofá, sem ao menos dar a chance de entregarem o presente. Pra quê eu preciso de mais coisas? Minha tia Rosalie se aproximou.
- Olhe, trouxemos presentes para o seu aniversário. Sabemos que é em 3 dias, mas vamos estar fora da cidade. Não quer ver o que compramos pra você? – Apesar de simpática, Rosalie parecia desabar a qualquer momento.  Então, só por dó, fui ver do que se tratava.
Todos me entregaram os presentes, não gostei de nenhum, mas eu tive que dizer que gostei, para não parecer mais mal educada.
Da minha tia Rosalie, ganhei um estojo de sombras coloridas, da minha tia Alice ganhei um espelho enfeitado, do meu tio Emmet ganhei uma bola de futebol e do meu tio Jasper ganhei uma camiseta de Baseball escrito o meu nome atrás.
Entrei em meu quarto e joguei os presentes no armário e peguei o Ipod, tinha esquecido de pausar e as músicas que eu estava ouvindo não estavam mais tocando.
Liguei o computador e tentei achar alguma coisa interessante, mas realmente nada me interessava. Eu devia ser uma criatura anormal. Não gostava de nada.
O meu jeans desbotado (eu mesma joguei água oxigenada nele, não havia jeans no mundo que fosse do meu gosto. Ainda bem que esse é o único.) estava molhado, droga! Eu devia ter derramado um pouco de coca-cola no almoço.
Fui no banheiro tentar secar o meu jeans, mas na hora em que eu levantei, minha mãe entrou no quarto com uma expressão brava.
- Renesmee Cullen! O que foi aquilo com seus tios? Eles te tratam muito, mas muito bem para você tratá-los assim! Por que você é tão malcriada ultimamente? Só fica nesse maldito quarto escutando música! Ah! E só se veste de preto! – Aquilo foi quase um insulto pra mim.
- Eu tenho direito de agir assim. – Respondi, pegando papéis e esfregando na calça. Minha mãe ficava cada vez mais brava.
- Não! Isso não é resposta Renesmee! Você não tem o direito de agir assim! Eles são a sua família, sempre te apoiaram em tudo que você faz! E tudo o que você faz é ruim! Não percebe que faz mal ás pessoas? – Pronto. Isso já bastava pra mim.
- Mãe, saia agora do meu quarto, isso é invasão de privacidade. Você nem bateu. – Respondi, calma. Mas eu estava com raiva no fundo, ela estava falando que eu fazia mal ás pessoas! Em que lugar isso seria bom de ouvir?
Pareceu que a minha mãe ia explodir.
- RENESMEE CULLEN, EU NÃO TE CRIEI ASSIM! NÓS SOMOS BONS PAIS E ERRAMOS COM VOCÊ! ERRAMOS EM TER VOCÊ! VOCÊ SÓ TRAZ PROBLEMAS PRA NOSSA FAMÍLIA!
O.k., isso realmente é estimulante. Empurrei minha mãe para fora do quarto e tranquei a porta.
Mas o que eu não tinha percebido era que minha mãe tinha levado o meu velho e bom Ipod com ela. Isso eu não podia aguentar. Aquele Ipod era praticamente o motivo da minha existência. Eu só sobrevivia por causa dele. Ouvi Bella gritar das escadas que não devolvia o meu Ipod até que eu me desculpasse. EU? Bem eu que deveria me desculpar? Eu? Não fui eu que invadi o quarto da filha e fiquei falando besteiras!
Isso era o bastante pra mim. Estava cansada de tantas brigas e tanto sofrimento. Eu mal me importava no que as pessoas pensavam.
Então pensei que as pessoas ficavam bem melhor sem mim.
Sem mim, minha mãe e meu pai poderiam ser felizes. Sem mim, a minha família iria ser muito mais unida. Sem mim, não haveria sofrimento algum.
Então peguei a minha bolsa grande preta, coloquei algumas roupas e o meu laptop. Se conseguisse algum sinal com ele, poderia ouvir as mesmas música que estavam no meu Ipod.
Eu iria fugir.
Verifiquei se a porta estava realmente trancada e virei a chave para trancá-la mais. Joguei a chave em baixo da cama e pulei a janela. Apesar de o meu quarto ficar no segundo andar da casa, não vejo dificuldades em pular de lá.
Corri o mais rápido que pude, pela floresta. Corri até anoitecer, e percebi que tinha esquecido a lanterna. Tentei procurar alguma coisa coisa, liguei o computador e pronto, tinha a luz necessária.
Montei uma pequena fogueira com madeiras que achei perto de onde eu iria ficar e desliguei o computador, a bateria estava no fim.
Fiz a bolsa como um travesseiro, estava difícil fingir que aquilo era macio e que iria ficar tudo bem.
Quando acordei o sol nem havia nascido. Liguei o laptop para ver que horas eram: seis horas da manhã, em ponto. Fui procurar alguma coisa para comer, o meu estômago estava roncando alto.
Ouvi barulhos de galhos se mexendo e fiquei com medo, nunca hvia entrado naquela floresta antes e parecia que tinha muitos animais perigosos. Voltei ao local em que tinha passado a noite, recolhi minhas coisas e corri de novo, na esperança dos bichos saírem.
Foi então que eu olhei para trás, ainda correndo, e não percebi que havia uma árvore no meu caminho. Dei de cara com a árvore e caí no chão.

Nova fanfic - Capítulo 1 - As minhas férias


As minhas Férias
Prólogo:

Renesmee Cullen vai de férias com as suas amigas, Leah e Rachel, para o Canadá um país frio.
No Canadá as raparigas ficam por acidente na mesma cabana que uns rapazes por culpa da imobiliária, Jacob Black, Sam Uley e Paul são os rapazes.
Durante esse tempo acontecem coisas às quais ninguém poderia sonhar.
Renesmee Cullen – É uma rapariga um pouco rebelde que adora aventuras e novos amores. Se bem que Renesmee não gosta de relacionamentos sérios. Tem uma beleza extrema derivada do pai e da mãe sendo o desejo de qualquer homem.

Jacob Black – É um rapaz que só se quer divertir e beber uns copos, é alto, moreno, tem músculos e é o desejo de qualquer mulher.

Rachel Black – Sempre viveu com a mãe e nunca soube quem era o pai. Como não sabia quem era o pai desconhece que é irmã de Jacob Black. Rachel é mais calma que Renesmee e gosta mais de passar despercebida.

Paul – Paul é dos rapazes o mais atrevido e gosta de namorar e estar com raparigas. Logo que vê Rachel o mundo dele pára.

Leah Clearwater – É das raparigas a que mais gosta de aventura assim como Renesmee e é a mais atlética.

Sam Uley – Dos rapazes é o que se acha o melhor.
Capítulo 1 – A minha viagem
Renesmee

Finalmente estava de férias! Eu e as minhas amigas, Leah e Rachel, decidimos que iríamos de férias para o Canadá.
Os meus pais deixaram-nos ir sozinhas afinal somos umas raparigas de 20 anos sabemos bem o que fazemos.
Saí da sala bruscamente e fui em direcção ao meu quarto começar a fazer as malas para a grande viagem da minha vida.
Pus as coisas que mais iria necessitar numa mala só e depois as coisas secundárias numa outra.
- Estás pronta? – Perguntou o meu pai.
- Sim, vamos lá. – Respondi muito entusiasmada.
Saímos de casa com o meu pai em direcção ao aeroporto, Ia viajar sem eles os dois o que podia ser melhor?!
Chegámos ao aeroporto, no check-in já estava a Leah e a Rachel á minha espera. Despedi-me do meu pai e fui ao encontro delas.
Demos um abraço a três.
- Estou tão entusiasmada! – Gritou a Rachel.
- Eu sei! Eu também! – Exclamei.
“É favor a todos os passageiros do voo 12k para o Canadá se dirigirem á porta 17. Partiremos dentro de momentos, obrigada.”
O nosso voo estava quase a partir por isso dirigimo-nos á porta 17 para irmos para o nosso destino de férias.
Entrámos as três no avião, ficámos numas cadeiras para três pessoas assim ficaríamos todas juntas.
Horas depois:
Chegámos finalmente ao Canadá, estava imenso frio mas quanto a isso não nos importávamos nada!
Vestimos os quispos e fomos a uma loja ali perto para comprar mais roupa quente. Os meus pais tinham ligado para uma loja de carros e tinham-nos alugado um carro.
Entrámos dentro do jipe de todo o terreno e fomos até á cidade. Iríamos ficar num chalé maravilhoso para aproveitar as férias.
Chegámos então á cidade e entrámos na primeira loja de roupa que vimos. Comprámos umas botas para a neve, umas para o frio para usar dentro de casa, alguns casacos quentes e camisolas e blusas igualmente quentes.
Pelo que sabíamos dentro do chalé estaria tão quente que andaríamos de roupa interior mas dah! Somos só mulheres!
Saímos da loja e fomos em direcção ao chalé que nos era destinado. Quando chegámos apenas as minhas amigas entraram, eu decidi ir dar uma volta.
No meio da floresta maravilhosa e coberta de árvores e neve ouvi uma respiração. Eu adoro aventura por isso decidi ir ver o que se passava.
Por entre umas árvores vi um lobo enorme! Mesmo muito grande. Gigante. Fiquei parada á frente dele sem conseguir respirar.
A única coisa que me lembrei de fazer foi correr em direcção ao carro, a meio tropecei num ramo e caí com a cabeça na neve fria.
Pensei que o lobo que viesse tentar matar ou uma coisa assim, mas não. Ele ficou ali parado apenas a olhar para mim.
Talvez ele tivesse a pensar na melhor forma de me comer. Levantei-me a correr e entrei no carro.
No carro tranquei-me e arranquei bem rápido em direcção á casa onde estávamos hospedadas.
O meu coração ainda batia rapidamente e com medo. O sangue fluía rapidamente pelas minhas veias.
A adrenalina ainda estava no meu corpo. Não queria contar isto às raparigas, ia estragar-lhes as férias…
Por isso mesmo é melhor acalmar-me e depois voltar á casa. Finalmente decidi voltar a casa até porque estava muito mais calma.
Tivemos um jantar calmo. Mais tarde já estávamos muito cansadas e cada uma foi para o seu quarto.
De manhã acordei, vesti a minha camisa de noite transparente e fui tomar o pequeno-almoço com as minhas amigas.
- Bom-dia! – Exclamaram um uníssono.
- Bom-dia meninas. – Respondi com um sorriso.
- Olhem eu depois de tomar o pequeno-almoço vou passear pela floresta. – Disse a Leah.
Nenhuma de nós quis ir por isso foi apenas ela.
Eu não me dava ao luxo de ser morta por aquele lobo gigante!
Espero que gostem e comentem! Bjs Melissa

Kristen grava cenas de filme na Argentina

Kristen Stewart está na Argentina gravando cenas do filme
A estrela da saga 
Crepúsculo, Kristen Stewart,está pertinho do Brasil. Ela veio para nossa querida vizinha, Argentina, para gravar cenas de seu mais novo filme, “Pé na Estrada”, que será dirigido pelo famoso cineasta brasileiro Walter Salles. O longa é inspirado no Best Seller de Jack Kerouak, de 1957, “On The Road”, que revolucionou toda uma jovem geração, nos anos 60. Ele conta a história de dois amigos, Sal Paradise e Dean Moriaty (interpretada porKristen Stewart) que decidem atravessar os Estados Unidos, nos anos 40, com a cara e a coragem, em busca de um sonho e acabam tendo a maior aventura de suas vidas.As cenas da trama agora estão sendo gravadas em Bariloche, que fica a aproximadamente 1.600 km de Buenos Aires e Stewart fica na cidade até sábado (28 de agosto). 


Bjs... Mari Vasconcelos ;*