segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Eu e tu, meu amor - Capítulo 2

Capítulo 2 – Possíveis vampiros recém-nascidos em Forks
Renesmee

Sentei-me no sofá enquanto o Carlisle falava com o Jacob no nosso quarto. Não queria passar pelo sofrimento que passei desta última briga entre o Paul e o Jake noutra festa á volta da fogueira…
- Não te preocupes querida, eles vão resolver isto. Aliás eles têm de resolver. – Disse o Billy.
- Eu sei, mas se conheço bem o Jacob ele não vai dar o braço a torcer… - Murmurei.
- Tens razão, ele é mesmo assim. – Disse o Billy.
Suspirei e vi o Jacob a descer as escadas com o Carlisle já sem nenhuma ligadura no braço, juntaram-se a nós no sofá.
- Bem, o Jacob ainda tem ligaduras no peito e na barriga. Em relação á festa á volta da fogueira o Sam também nos pediu para irmos. – Disse o Carlisle intrigado com a situação.
Eu também estava muito intrigada com a situação. O que seria tão importante para que os Cullen tivessem que também ouvir?
O Jacob sentou-se ao pé de nós a muito custo. Ainda lhe custava andar, os lobisomens saram depressa é verdade mas dá para ver a gravidade da situação para ele estar assim á quase uma semana.
- Bem, então eu vou falar com o teu pai e encontramo-nos daqui a pouco tempo na floresta. – Disse o Carlisle.
- Ok, e vê se ele consegue perceber melhor as coisas. – Pedi.
Ninguém é melhor a analisar mentes como o meu papá. Fechei a porta e sentei-me no sofá, olhámos uns para os outros e o Billy quebrou o silêncio.
- Jacob Black, eu não acredito que andas-te á luta com o pai da tua sobrinha e teu melhor amigo! – Gritou o Billy.
- Ele não é meu melhor amigo! Ele é um traidor de irmãs. – Respondeu o Jacob.
Conti o riso, o Jacob é como uma criança. Se mostramos que tem graça ele continua a fazer e pior.
Olhei na direcção do Jacob e ele estava com aquela cara de: “Não quero sermões…”.
Pouco tempo depois o Billy foi embora e eu e o Jacob fomos os dois jantar.
- Então meu amor…eu juro que hoje me esforcei. – Disse eu.
Eu sou um desastre na cozinha por isso o Jake é que cozinha sempre e eu…bem eu corto a salada.
- Está óptimo meu amor. – Disse o Jacob passando a mão na minha bochecha.
Sorri e continuámos a comer. Mais tarde o Jacob e eu fomos vestir uma roupa quente para irmos então até á floresta.
Entrámos no carro do Jacob e fomos até á floresta.
- Eu podia muito bem conduzir. – Resmungou o Jacob.
- Caladinho quem trata de ti sou eu. – Respondi.
O Jacob revirou os olhos e encostou a cabeça á janela do carro e ficou calado. Finalmente chegámos a La Push ajudei o Jacob a sair do carro e fomos até á frente da casa dele onde eles estavam todos.
As coisas mudaram um pouco…há dois anos a Emily morreu num acidente de carro e deixou um bebé para o Sam cuidar, ele voltou a apaixonar-se pela Leah e bem…eles estão juntos.
Ela, sim é uma menina, chama-se Leah também. A Emily quis compensar a Leah pondo o seu nome na sua filha.
A Leah pequenina tem agora 5 anos. O Jacob e o Paul apenas trocaram uma troca de olhares e mais nada.
Porém eu e a Rachel não deixamos de ser amigas, assim como sou amiga da Claire e da Leah. É claro que a Leah ao princípio achou que eu torturava um pouco o Jacob mas depois começámos a ser mais amigas.
- Trouxeste o Jacob? – Perguntou o Sam.
- Sim, ele suplicou. – Respondi.
- Bem, nós achamos que andam vampiros recém-nascidos aqui em Forks. – Disse o Sam.
O Jacob olhou para mim e depois para o Emmett que tinha um sorriso enorme na cara.
- Bem, isso quer dizer: luta. – Respondeu o Emmett.
- Eu tenho sim sentido um cheiro esquisito mas…não me preocupei, aliás senti um cheiro humano. – Disse o meu pai.
- Hum…pois. É que a prima do Quil, a Amy, veio passar uma temporada a Forks e o cheiro dela anda a confundir a alcateia. – Disse o Sam.
Chegou o Quil com a Claire, que se sentou logo ao pé de mim, e uma rapariga alta com os cabelos castanhos, uma pele castanha, e uns olhas castanhos.
A tal Amy sentou-se ao pé do Quil que estava ao pé do Jacob a falar com ele sobre as costelas partidas.
- Vocês ainda acham graça a ele ter partido três costelas? – Perguntei enquanto eles se riam da luta.
Bjs Melissa e comentem :)

Sem comentários: