segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Capítulo 1, She Wolf


Capítulo 1 - Porque me fazes fugir?


Visão Megan Black Cullen

Eu sou a Megan, filha de Jacob Black e Renesmee Cullen Black. Eu sou uma rapariga de 17 anos bastante diferente do que os meus pais conseguiam imaginar.
Quando a minha mãe descobriu que estava grávida teve dois presentes automáticos: eu e o meu irmão Ryan Cullen Black.
Quando ela fez a primeira eco-grafia na casa do meu avô Carlisle, eu chamo-lhe avô, descobriu que eu e o Ryan somos gémeos.
A minha mãe teve uma gravidez atribulada, ela tinha dentro dela dois pequenos lobisomens que só davam trabalho.
Quando eu e Ryan nascemos, e desde que nascemos, somos bastante protegidos pelos nossos avós e em especial pela alcateia.
Somos protegidos ao máximo para que os Volturi nunca descubram a nossa existência mas, qualquer dia, eles irão descobrir.
- Megan? Querida, ainda bem que vieste. – Disse a minha tia Alice a sorrir.
O Ryan começou a odiar os Cullen quando descobriu que o Edward odiava que o meu e a minha mãe se tivessem casado e ter tido filhos.
Mesmo assim, Edward é pai, é normal que ele se sinta assim. É normal que ele sinta que tem de proteger a filha, afinal a minha mãe é muito bonita.
- Olá. – Sorri-lhe. – Sabes que eu adoro ver-vos! – Respondi.
- O Ryan? Veio? – Perguntou Alice olhando para todos os lados.
- Não… o Ryan teve de… - Vá Megan arranja uma desculpa em que a Alice acredite! – Teve de acabar uns trabalhos de casa.
A Alice sorriu-se e sentou-me ao seu lado no sofá. Alice suspirou e olhou-me com um sorriso e aquela cara de fada, como diz a minha mãe.
- Não sei porquê tanto ódio. Eu adoro-vos aos dois, se tu soubesses como foi bom ter-vos aos dois em pequeninos aqui a chorar e a correr um atrás do outro… a casa tinha alegria. – Disse a Alice.
- Al, eu sei que não é fácil mas tu sabes como é o Ryan. Vais ver que ele se vai esquecer disto tudo e vem aqui dizer-te “olá”. – Respondi-lhe.
- Bem, é melhor ires para a escola senão o teu pai vem aqui e mata-nos a todos. – A Alice sorriu-me e passou-me a mala da escola para a mão.
- Adeus. – Sorri-lhe e fui embora no meu carro.
Também não consigo perceber o porquê de tanto ódio do Ryan. Eu adoro os Cullen, o Emmett é a coisa mais divertida do mundo!
Bem, o dia na escola foi… secante como sempre. Depois das aulas fui para casa, tomei um banho, fui trocar de roupa e tive de ir treinar com a alcateia.
Como sempre os lobos estragam imensa roupa. Por isso a minha mãe deixou-me uns calções, uns ténis, e um top para vestir.
Cheguei á floresta e fui para o ponto de encontro. Quando cheguei o meu pai estava a falar com os rapazes todos e com um rapaz ao qual eu não conhecia.
Todos os membros da alcateia olharam para mim e depois desviaram o olhar. O que se passa? O meu pai virou-se para mim e puxou o rapaz para a frente dele.
Aquele rapaz era loiro, tinha uma pele um pouco pálida e uns olhos azuis lindos. Naquele momento o meu coração parou e começou a bombear novamente.
O meu oxigénio esgotou-se por breves minutos. A única coisa que me passou pela cabeça foi começar a correr dali para fora, e foi isso que fiz.
Parei á porta de casa e fiquei a pensar na minha reacção estúpida. Olhei para trás e vi Ryan a caminhar para mim.
Uma coisa que não me apetecia era voltar para aquela alcateia estúpida ou ouvir um sermão de Jacob e de Ryan sobre aquela fuga.
- O que se passou contigo?! – Perguntou Ryan nervoso.
- Ryan, não me apetece falar sobre isso! Eu prometo que amanhã vou ao treino… - Respondi.
Entrei dentro de casa e fui a correr para o meu quarto, deixei-me lá ficar algum tempo a pensar na minha reacção estúpida.
No dia seguinte acordei de manhã e fui tomar um banho. Enquanto andava á procura do shampô ele simplesmente desapareceu por isso, chamei Ryan.
- Ryan?! O shampô? – Perguntei.
- Aqui fora, maninha! – Senti que Ryan saiu da casa de banho a correr com o shampô na mão.
Saí da banheira e enrolei o corpo numa toalha. Saí da casa de banho e fui devagarinho pelo corredor até á sala onde ouvia a voz de Ryan.
- Ryan Cullen Black! Dá-me já esse shampô senão eu mato-te! – Gritei.
Quando desci as escadas vi a alcateia completamente reunida ali na sala com aquele rapaz novo da alcateia. Senti o meu corpo completamente… nu!
Além de eu estar de toalha eu apanhei a maior vergonha de toda a minha vida! Só me apetecia começar a gritar e sair dali.
- Ryan eu… - O meu irmão, o meu estúpido irmão fez-me isto… humilhou-me… - Eu odeio-te… - Murmurei.
Virei costas e fui a correr para o meu quarto. Ryan é o irmão mais idiota que existe ao cimo da terra!
_______________
Olá, aqui está o novo capítulo :)
Espero que tenham gostado e que comentem muito :)
Bjs, Melissa

6 comentários:

Jéssica disse...

Coitaaada! Nossa, que irmão mal esse, hein?
Adorei, e, apesar de não ter lido o "Eterno amor" consegui entender boa parte.
Mels, vc tem uma criatividade! Vc devia pensar em seguir carreira de escritora, sério mesmo!
Bjinhos, Jess.

Melissa disse...

Ahh! Obrigada :)
Obrigada por todos os elogios, isso me faz ficar com mais motivação!
Ainda bem que vocês conseguiu entender a história porque eu tento, aqui na fanfic, também explicar bem as coisas :)
Bjs, Melissa e obrigada por ter comentado!

Carol disse...

Mel, adoguei *-* Tá de parabéns :) Suas fanfic's são ótimas! Pena que algumas com o tempo foram excluídas :S

- Caah.

Jovanna disse...

Ameiiiiiii!!!!! Concordo com a Jéssie q irmão mal e vc tem mesmo super muita ctiatividade. Amei!!! Bjos

Danny disse...

ameei Meel como sempre amo tudo que você faz =D
estou louca para o proximo capitulo =)
beijos danny

Melissa disse...

Oi meninas!
Bem, eu sei que muitas fanfics foram excluidas com o tempo pois ninguém comentava...
É muito bom saber que alguém gosta, e eu nunca pensei ter tantos comentários na minha fanfic *-* eu nem sei como agredecer... Obrigada :)
Bjs, Melissa