quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Cap. 4 Paixão Inesperada

Renesmee Cullen


  Porque será que o papai estava tão Bravo? Porque ele quis falar COM o Jacob? O Jake Fez alguma coisa? Ou eu fiz? Não podia me conter, eu estava preocupada, até que depois de um Tempo escutei a porta da frente se abrindo e corri para baixo.
   - Jake! O que meu pai quis de você? Perguntei abraçando-o.
   - Ele só quis me dar uma advertência. Ele falou COM a voz dura, Sem nem um Humor.
   - Me conta o que ele falou, porfavor!?! Perguntei me preparando para usar a minha voz fofa para convencê-lo.
   - Ele pediu para que eu não falasse Nada. Ele disse subindo As escadas e entrando no seu quarto.
   - Porfavor?! Perguntei outra vez, seguindo-o.
   - Seu pai... Ele falou fechando a Porta atrás de mim.
   - Eu sei, mas porfavor? Perguntei pela última vez soprando o meu hálito doce em seu rosto.
   - Tudo Bem, mas você está tentando me convencer de falar COM sedução?! Ele perguntou meio assustado.
   - Te respondi essa pergunta depois, você fala primeiro. Falei fazendo suspense.
   - Tá, seu pai falou... Então ele me contou tudo ( eu pelo menos acho que foi tudo ) e eu fiquei COM raiva.
   - Como ele se atreve!? A vida é minha, já basta ele invadindo os meus pensamentos e Agora isso!? Falei COM a voz elevada para que o papai escutasse.
   - Eu sei, mas não fica de mal COM ele, se eu fosse seu pai Faria o mesmo. Ele falou olhando-me.
   - Você tem razão, mas não vou tolerar essa invasão de privacidade para sempre. Falei.
   - Você que sabe, mas voltando a minha pergunta inicial. Ele falou se aproximando um pouco de mim.
   - Bom eu responderia, SIM. Falei olhando para o seu peito nu.
   - Não sei não, Nessie Mais olha onde você chegou, estás tentando seduzir um Lobisomem. Ele falou se aproximando  ainda Mais de mim.
   - E Qual é o problema? Eu perguntei.
   - O problema é que estou adorando esta sedução proibida. Ele falou e me deu um beijo no pescoço, na testa e um em cada uma das minhas bochechas.
   - O melhor eu te dou em outro lugar COM permissão. Ele falou sussurrando no meu ouvido.
   - Eu queria que fosse Agora, mas você tem razão, não devemos pressionar o papai. Eu falei meio Sem fôlego depois de tantos beijos.
   - Mas Agora vamos comer porque eu acho que nós dois estamos morrendo de fome. Ele falou.
   - É tem razão. Falei e saimos do quarto indo diretamente para a cozinha onde ( infelizmente ) encontramos toda a família reunida ( inclusive o Seth ) que estavam olhando para nós estranhamente.


Espero que VCS tenham gostado, Comentem!!!!


Bjos
Jovanna

Sem comentários: