quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

2º Temporada de Amor Eterno, Capítulo 4

Capítulo 4 – O meu casamento pode estar a ruir, lentamente!
Renesmee Cullen

A minha lua-de-mel está a ser perfeita, mais que perfeita, maravilhosa! Eu e o Jacob aproveitámos muito bem esta semana só os dois.
Saí do quarto e vi o Jacob a falar ao telemóvel, aparentemente com o Sam. Desligou e ficou com uma expressão triste.
- Temos de ir para Forks, há um intruso na floresta. – Disse o Jacob.
- Oh, mas vamos sim. Vamos hoje? – Perguntei.
Jacob abraçou-me e beijou o meu pescoço.
- Desculpa querida, mas eu consegui uma casa óptima para nós e advinha, eu pedi á Alice e ela está a fazer as nossas mudanças, acabar a decoração onde podemos ficar descansados. Mesmo assim, bebé, eu peço-te imensa desculpa. – Pedi.
Sorri, o Jake não tem culpa de nada.
- Não tens culpa, querido, é normal. – Respondi.

Em Forks:

Acordei de manhã sem o Jacob na cama. Ser mulher de um lobo é difícil, agora que não estou na escola, vejo o quanto é difícil ficar em casa sozinha.
Levantei-me da cama, tomei um banho e fui o meu telemóvel tocou, era o Jacob. Atendi.
- Olá, querido. – Saudei.
“ – A minha princesa dormiu bem?” – Perguntou.
- Muito bem, querido. Onde estás? – Perguntei.
“ – Na floresta, há uma pessoa que te quer ver.” – Disse ele.
Desliguei e saí de casa. Quem seria a pessoa? A avó Renée teve aqui em Forks tempo suficiente para matar as saudades…
Entrei no carro e fui até á floresta, desliguei o carro e fui ter com eles. Quando cheguei á floresta vi uma pessoa que não esperava ver:
Nahuel.
- Nessie…meu deus, eu lembrava-me de ti tão pequenina agora estás…uma mulher! – Exclamou o Nahuel.
- Bem tu estás na mesma. – Respondi.
Nahuel abraçou-me e olhou de novo para mim e voltou a sorrir.
- Então, o intruso era o Nahuel. Ele vai ficar algum tempo connosco. – Disse o Carlisle.
A Claire vinha com o Quil, ela passou por entre a Madisson e a Rubi dando um empurrão na Madisson.
- Nessie! – Exclamou feliz.
- Ai! Que miúda estúpida, não sabes andar como as pessoas? – Gritou a Madisson.
- É uma criança! – Exclamou o Quil.
- Lá por ser uma criança não quer dizer que seja um monstro nojento! – Exclamou a Madisson.
A Claire olhou para mim com as lágrimas nos olhos.
- Monstro nojento, és tu, loba! – Exclamou a Claire.
Ficámos todos a olhar para a Claire, a Madisson aproximou-se para dar uma estalada na Claire mas eu e o Quil agarrámos nos braços dela.
- Olha que voltas para Miami. – Disse o Quil.
- Ou ganhas uma viagem só de ida para o inferno. – Respondi.
Larguei o braço dela e a Claire subiu para o meu colo com as lágrimas nos olhos. A minha mãe aproximou-se e limpou-lhe as lágrimas.
- Querida, não és um monstro, és uma criança muito querida. – Disse a minha mãe.
Como sempre a minha mãe é uma óptima pessoa e muito boa com crianças, ela sempre lidou imensamente bem comigo.
- Não, só um bocadinho… - Ironizou a Madisson.
- Eu levo-a para casa! – Gritou a Leah.
Mais tarde o Jacob e eu fomos os dois para casa jantar. Sentei-me á frente da mesa e o Jacob começou a ficar pensativo.
- Nessie, temos de falar sobre uma coisa. – Disse o Jake.
OMG! O que é que vem daí?
- O que se passa? – Perguntei a medo.
- Eu tenho de ficar uma semana fora com a alcateia, vamos ao Canadá achamos que os Volturi andam a espiar-nos. – Disse o Jake.
Abanei a cabeça em sinal que sim e saí da mesa. Há mais ou menos três semanas que isto anda a acontecer.
Eles acham que os Volturi nos andam a espiar e ficam assim imensos dias fora, eu odeio ficar sozinha!
- Ok, eu vou dormir. Tenho sono. – Disse eu.
Não sabia qual era o facto, que nesta história, me perturbava mais. O facto de o Jacob ter de sair de casa ou dos Volturi…

Jacob Black

Quando saí de casa, ainda a Nessie estava a dormir, decidi que, primeiro, ia ver e pedir uns conselhos ao meu pai.
Não que o meu casamento estivesse a ruir logo nas primeiras três semanas, ou estava?!
- Jacob? Entra, filho. – Pediu.
Entrei e sentei-me no sofá á sua frente. Ele olhou-me e ficou com cara de “?”.
- Que se passa, Jacob? – Perguntou-me.
- Tudo. Nas últimas três semanas eu passo a vida fora, a alcateia atrapalha tudo! – Exclamei.
- Tudo? Como assim? – O meu pai estava muito confuso.
Eu e a Nessie quase não falávamos. Eu habituei-me demais a, quando não tinha a Nessie como tenho agora, ficar ou tentar ficar ocupado com a alcateia e não pensar nisso mas agora essa parte de mim está a afectar o meu casamento!
- Quando a Nessie não queria nada comigo eu concentrava-me na alcateia para não pensar nela mas agora fiquei tão…viciado que estou a dar importância demais a pormenores estúpidos da alcateia em vez de estar com a Renesmee e com isso sinto que a qualquer momento o meu casamento pode ir por água abaixo tipo…puff! – Exclamei. – PAI! A Leah e o Sam, achas que está-se a passar o mesmo comigo e com a Nessie?! – Perguntei assustado.
- Calma, Jake. Primeiro o que sentes quando pensas que ela te pode deixar ou morrer? – Perguntou o meu pai.
Meu, que pergunta óbvia! A Nessie é tudo para mim, eu nunca conseguiria viver sem a Nessie ao pé de mim.
Se ela morresse então eu também morreria!
- Pai é uma pergunta óbvia, se a Nessie morresse eu também queria morrer não consigo viver sem ela. – O meu pai sorriu com esta pergunta.
- Tu gostas dela, e eu sinceramente não percebo o que se passou com a Emily o Sam e a Leah mas tenho a certeza que tu e a Nessie são outro caso e vão superar tudo tens é que realmente perceber que a Renesmee é tua mulher. Ela agora ela não está com os pais, tem 18 anos e já é casada. Para não falar que a verdadeira idade da Nessie é 8 anos, ela ainda precisa de atenção. Tu vês a rapariga madura e que supera tudo por fora mas por dentro ela precisa muito de ti. – Disse o meu pai.
- Obrigada, pai. – Sorri e abracei-o.
Ok, isto resolveu metade dos meus problemas.

_________________
Peço desculpa só postar agora mas tenho andado cheia de provas da escola e muito para estudar...
Gostaram? Então comentem!
Bjs, Melissa

3 comentários:

Anónimo disse...

olá eu estou amando suas fanfics e quero que continue pq além de mim tem muita gente tbm gostando .bjoss

Melissa disse...

É TÃO BOM SABER ESSAS COISAS!
Eu quase NUNCA recebo um comentário nas minhas fanfic's e receber um tão bom assim é muito bom!
Obrigada por comentar e por gostar da fanfic :)
Bjs!

Júllia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.