quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Solestício, Capítulo 1


Capítulo 1
Visão Renesmee Cullen


Sou diferente. Bastante diferente. A minha família é uma família repleta de vampiros: Edward Cullen, Rosalie Cullen, Emmett Cullen, o idiota, Alice Cullen e Jasper Cullen.
Estes são os meus irmãos. O Emmett é muito brincalhão, a Rosalie mais séria, a Alice adora moda, e o Edward, assim como Jasper, muito reservado.
Quando nasci a minha mãe era uma humana e o meu pai um vampiro. Com esta junção eu saí metade vampiro metade humana.
Eu cresci bastante depressa, tenho 23 anos de vida mas a minha aparência é de uma rapariga de 19 anos.
Os meus pais, Esme Cullen e Carlisle Cullen, é que fundaram o clã da nossa família. Transformaram, primeiro, o Edward quando estava a morrer, depois a Alice e Rosalie e as raparigas encontraram os rapazes quase a morrer e, apaixonadas, transformaram-nos.
Até á mais ou menos, quatro anos, eu não sabia o que era amar até surgir uma nova espécie, os lobos.
Aí conheci o Jacob. Jacob teve a impressão natural por mim e bem, acho que dá para ver tudo.
Eu e ele começámos a namorar, os meus irmãos odiaram isso por o Jake ser um lobo, Alpha da alcateia, mas tudo começou bem e acabou em casamento.
Mesmo assim, e apesar de todos os meus irmãos, menos Edward, serem casados ainda temos de manter a fachada de: somos humanos.
Para manter esta mentira temos de ir á escola como todos os humanos. Pior é para os meus irmãos que já repetiram o secundário várias vezes…
A minha relação com o Jake nem sempre foi… boa. Quando o conheci estava no Liceu de Forks e era nova aqui.
Primeiro o Jacob, simplesmente, odiou-me por eu ser uma vampira. A partir daí comecei a gostar dele por isso, às vezes, perdia mais tempo de manhã a vestir uma roupa para o impressionar ou andava a correr pelos corredores para ficar mais perto dele…
Agora, estávamos na escola. Como sempre cheia de humanos. A Rosalie olhou para o Emmett, que estava a falar com os lobos, e revirou os olhos.
- Vá, Rose, não sejas assim. – Pediu Edward. – Há uma miúda nova á qual nem consigo ler a mente e ela não para de olhar para aqui, isso é bem mais preocupante. – Disse Edward.
- Eu sou simpática, eu vou falar com ela. – Disse eu.
- Ela pode ter descoberto algo. – Disse a Alice. – Com os lobos aqui não consigo ver nada. – Disse a Alice.
- Eu vou falar com ela, e ser simpática, por isso comportem-se como humanos, ok? – Perguntei.
Saí da mesa onde estávamos sempre e fui ter com a tal rapariga. Ele estava sozinha, numa mesa, a ler um livro e a ouvir música.
- Olá! Chamo-me Renesmee, e tu? – Perguntei-lhe enquanto me sentava na cadeira ao seu lado.
- Oh. Olá, sou a Isabella, Bella só. – Respondeu.
- Hum… nome giro! – Tentei ter…19 anos.
- Aquele rapaz é teu irmão… - Perguntou olhando para Edward.
Olhei para o Edward e olhei para a rapariga de novo. Bella tinha uma pele bastante pálida, uns lábios vermelhos, e uns olhos cor-de-chocolate.
Era pálida demais para uma rapariga que vivia no Arizona. Mas… na verdade, ela não me cheirava nada a vampira.
- É… - Respondi. – Mas se gostas… - Uma rapariga interrompeu-me.
Era a Madisson, a rapariga mais mimada daquela escola inútil. Sabia tudo da vida de toda a gente e só andava com as pessoas por interesse.
Olhou-me de alto a baixo. Olhei para mim, estava perfeitamente normal, umas jeans apertadas, unas sapatos de salto alto e um top com um casaco de couro por cima.
- E sabem que mais? O Edward não tem namorada, ele é muito giro mas, aparentemente, ninguém é suficientemente bom para ele. Mesmo assim, eu ontem tive a espiá-lo. – Disse a Madisson sentando-se ao meu lado.
A Madisson é: irritante, fútil, sabe a vida de toda a gente, infantil, mete-se com todos os rapazes, é uma cobra e só sabe usar as pessoas.
E aquela cobra ainda por cima andou a espiar o meu irmão! O que é que ela pensa que é?! Madisson começou com as teorias dela sobre o meu irmão, começou, também, com aquelas coisas idiotas, as conversas pouco produtivas!
- CALA-TE! – Dei um grito enorme. Senti que toda a gente que estava naquele refeitório me ouviu gritar. – POR FAVOR CALA-TE TU NÃO DIZES NADA DE JEITO, ÉS UMA CRIANÇA IRRITANTE, IDIOTA, E ANDAS A ESPIAR O MEU IRMÃO?! – Gritei.
- Desculpa lá, mas porque é que estás assim a gritar?! – Perguntou-me.
- PORQUE ÉS TÃO CRIANÇA! – Fartei-me de gritar imenso e no fim aqueles miúdos idiotas ainda estavam a olhar como se não tivessem vida. – VÁ QUEREM OLHAR MAIS?! MENTAM-SE NA VOSSA VIDA, OU ARRANJEM UMA! – Gritei.
Saí do refeitório e fui directa á sala de aula mais próxima. Senti que o Jacob vinha a correr atrás de mim.
- Ainda disses-te que querias ser simpática com ela… - Disse o Jacob atrás de mim.
Parei de repente e senti que Jacob deu logo dois passos para trás. Virei-me de frente para ele e tentei não gritar.
- A sério, eu tentei mas estas miúdas só sabem pensar é em rapazes. – Respondi suspirando.
O Jacob abraçou-me e começou a beijar o meu pescoço de uma forma que me fez ficar com arrepios na espinha.
Senti a minha respiração ficar mais ofegante, o Jake tem este efeito em mim, às vezes ele devia ficar quieto.
- Meu amor, guarda esse fogo todo para quando chegar-mos a casa. – Sorri-lhe.
A aulas acabaram um pouco mais cedo que o normal. Edward não quis ir para casa, quis ir atrás daquela rapariga Bella.
Estávamos todos reunidos, lobos e vampiros, em casa dos meus pais para resolver este problema da humana que o Edward gosta.
Eu sou metade humana mas os humanos são imensamente mentirosos. Não somos aqueles horrendos bichos de que eles falam.
Aliás em nós há bastante luxúria. Sentei-me ao colo do Jake no sofá quanto ele me deixa beijinhos na mão.
- Não sei porque se preocupam tanto… - Disse a minha mãe, Esme.
- Mãe, isto não é sobre ti nem sobre mim, é sobre a família. – Disse eu. – Queres problemas com os Volturi de novo? – Perguntei.
- Não mas… - Quando a minha mãe ia acabar de falar o Edward entrou com a nova rapariga.
_____________________
Então gostaram?
Comentem, por favor!
Bjs, Melissa

3 comentários:

Danny disse...

Gostei muito Melissa ta otimo =)
beijos Danny.

Melissa disse...

Obrigada :)
Bjs, Melissa

¬¬¬ Jéssiee ^ ^ disse...

Está suuuuuper perfeita! Quase q morro de curiosidade agora!
Ah, como eu queria ser como a Nessie às vezes, falar coisas do tipo:
"POR FAVOR CALA-TE TU NÃO DIZES NADA DE JEITO, ÉS UMA CRIANÇA IRRITANTE, IDIOTA! VÁ QUEREM OLHAR MAIS?! MENTAM-SE NA VOSSA VIDA, OU ARRANJEM UMA!"
Cooomo eu queria dizer coisas assim pra pessoas que me irritam!
Bjs, Jessie.