domingo, 12 de setembro de 2010

4º Capítulo - Uma Lua Cheia.




Cap.: 4 - Visão de Nessie


     Mamãe me levava pra fora e me conduzia à recepção. Vovô e tia Sue estavam num canto mais afastado, recebendo parabéns e votos de felicidade pelo casamento por toda a matilha, menos Jacob. Olho ao redor à procura dele e de papai, pois eu tinha visto os dois saírem da cerimônia pra conversar (eu acho que foi pra isso). Vejo os dois entrando e andando pra direções opostas, dando a aparecer que eles não queriam que ninguém descubrisse que tinham saído. Ambos chegaram na mesma hora: papai aqui e Jake, na matilha.
     _ Ness... Ness... Nessie! - percebo que mamãe está com as mãos em meus ombros me sacudindo já há algum tempo. _ Você está bem, querida?
     _ Sim, mamãe. Eu estou ótima! - abri um enorme sorriso, também percebendo olhares vindo de vovô e vovó Sue e de papai. Além de Jacob, é claro. Embora eu tenha dado a perceber que estava mais preocupada com as minhas unhas do que com o olhar preocupado que estava estampado na cara dele, além do fato de ele começar a vir em nossa direção.
     Dou uma olhada em papai e vejo que ele está sorrindo pra mim. Deve ser porque leu tudo em que acabei de pensar. Recebo uma piscadela. É... definitivamente ele leu.
     "Papai, sabia que é uma invasão de privacidade o que você faz com todo mundo?! É muito feio!" (:P)
     Ele deu de ombros e apontou pra mamãe, inperceptivelmente, como se dissesse: "E eu tenho culpa de ter essa habilidade? Peça a sua mãe o escudo se não quer que eu leia."
     _ Você é uma pessoa má! - disse em voz alta à ele e dei meu melhor olhar assassino.
     Ele apenas riu.
     _ Aprendeu esse olhar com o titio né, Nessie. - tio Emmett deu um sorriso selvagem.
     Eu devolvi o sorriso de volta.


-----------------------------------------------------------------------------------------------


     Claire, Seth e eu estávamos brincando de pega-pega. Jake tinha se recusado a vir (magoou, sabia?), Sam queria comer, Quil se mandou por um tempo e Emily não podia brincar pois estava grávida. Seth era o pega, portanto Claire e eu estávamos ofegantes de tanto correr. Entrei na floresta e aparentemente niguém percebeu. Nem papai, até. Jacob tinha me evitado depois que saíra da recepção e não ousara dar-me um único olhar depois daquele pequeno incidente. O que será que acontecera?
     De repente, sentir um arrepio percorrer minha nuca: a sensação de estar sendo observada. Um vulto surgiu na minha frente e tudo que naquele momento vi, não passava de escuridão.




 Visão de Jacob


     Estava preocupado com a maneira que tinha tratado Nessie desde a conversa que eu tivera com ele. Será que ela ficara magoada? Será que estaria com ressentimento de mim? Tudo que eu sabia era que eu a amava e que a protegeria de tudo e de todos se fosse preciso. A amava até o ponto de deixá-la partir, dando à ela a escolha de ficar com quem ela quisesse. Fiquei relembrando a expressão dela, repetidas vezes, quando eu disse que estaria ocupado durante a noite toda. Aposto que ela já percebera que eu nada fiz além de ficar sentado aqui, esperando o tempo passar.
     Do nada, Edward e Bella correram em direção à floresta, onde eu vira, na última vez, Ness, Seth e Claire brincando. Direciono meu olhar atentamente pra lá e percebo que Nessie não se encontra em lugar algum. Também corro para a floresta e percebo que todos fazem o mesmo.
     _ O que aconteceu? - perguntou com a voz alta.
     Encontro apenas Bella aninhada nos braços de Edward, chorando e soluçando alto.
     _ Alguém a raptou - respondeu Edward à pergunta em que todos faziam a si mesmos. _ Captei os últimos pensamentos dela e viemos o mais rápido que pudemos, só que aqui não tem nenhum rastro de quem possa ter sido. Nem mesmo um cheiro. - Edward terminou, com uma voz cansada e cheia de dor.
     O choque e a dor me invadiram. Se eu não tivesse a evitado durante o resto da festa, ela não estaria desaparecida e estaria em segurança, feliz. Eu devia ter ficado de olho nela, mesmo que ela percebesse ou não, eu devia ter ficado de olho. Agora ela estava sumida, e a culpa era toda minha. Não iria descansar até que ela estivesse segura de novo, em meus braços.


Espero que tenham gostado (!)
XOXO, Duuh ;**

PS: A NESSIE AINDA É PEQUENA, SÓ QUE COM O TEMPO, ELA VAI EVOLUIR TANTO NO CRESCIMENTO QUANTO NA MATURIDADE NO DECORRER DESTA HISTÓRIA.

Sem comentários: