domingo, 26 de setembro de 2010

Eterno amor - Capítulo 3

Capítulo 3 – Não sei o que é o amor

Jacob Black

Durante o fim-de-semana eu tentei de tudo para a Nessie falar comigo e a única coisa que ela disse foi: “Vai-te embora, lobo nojento.”

- Continuas a não ter uma casa tua? – Perguntei ao Paul.

Lá pelo Paul namorar com a minha irmã, Rachel, não quer dizer que passe a vida enfiado aqui em casa.

- Jacob, sê bem-educado. – Pediu o meu pai.

- Deixe estar, Billy, o Jacob agora está frustrado por a Renesmee não o querer ver nem pintado de…sangue? – Gozou.

- Olha que a minha irmã também não é a pessoa mais inteligente do mundo para gostar de ti. – Retorqui.

Sentei-me no sofá e tirei-lhe as batatas fritas das mãos. Realmente, hoje, eu estou muito irritado.

- O que se passa Jacob? – Perguntou o meu pai. – Não costumas ser assim.

- Eu disse uma coisa que não devia á Nessie e agora ela está muito chateada. O que faço? – Perguntei.

- Se não fosses tão impulsivo isto não acontecia. – Disse o meu pai.

Olha, realmente, que grande ajuda. Lembrem-me de quando estiver com grandes problemas de ir pedir conselhos idiotas ao meu pai.

A porta tocou, o meu pai foi abrir. Era o Seth, mas a minha casa está a ser invadida por lobos ou é impressão minha?!

A Rachel saiu do quarto dela, agarrou no casaco e sorriu-nos.

- Olá, vamos Paul? – Perguntou a Rachel.

- Vá isso mesmo. Leva o teu namorado idiota daqui. – Respondi.

- Idiota, és tu! – Exclamou.

O Paul e a Rachel foram sair e o Seth sentou-se ao pé de mim.

- Jacob? Podes pedir á Nessie o número de telemóvel da Rubi? – Perguntou o Seth.

Eu? Assim que eu liga-se á Nessie, tenho a certeza, que ela me chamava uns nomes e me desligava o telemóvel na cara!

- Seth, meu, a Nessie odeia-me. Mas porque queres o número dela? – Perguntei.

- Não sei…na verdade eu achei que a Rubi é muito gira, simpática, amorosa e especial. – Disse o Seth.

- Seth, ela só te disse “Olá”. – Chamei-o para a razão.

- Eu sei! Mas eu não consigo perceber porque é que me sinto assim… - Disse o Seth.

- Seth, eu acho que tiveste a impressão natural pela Rubi. – Sorri.

Renesmee Cullen

Rubi, agora, ia comigo para a escola. Saí de casa, entrei no meu carro e fui busca-la a casa dos meus avós.

- Bom-dia, Rubi. – Sorri.

- Bom-dia Nessie. – Ela retribuiu o sorriso.

- Vamos? – Perguntei.

A Rubi entrou no carro e fomos as duas para a escola. Escola, para mim, era uma verdadeira seca.

- Chegámos. – Informei.

Saímos as duas do carro. A Rubi ficou a olhar para o edifício da escola e suspirou. Lá á frente vi a Violet a caminhar para mim.

- Oh, quem é ela? – Perguntou-me.

- É a Rubi, ela é minha…prima. – Respondi.

- Ah! Anda, vais gostar da escola. – Disse a Violet.

Se ela gostar tanto quanto eu então isso vai ser um problema. Entrámos no edifício e eu fui á secretaria com a Rubi.

Temporariamente a Rubi iria ficar a partilhar comigo o cacifo, saímos da secretaria e fomos até á primeira aula, Inglês.

A meio da aula senti o meu telemóvel a vibrar, tinha recebido uma mensagem. Sem a professora ver tirei o telemóvel do bolso e vi que era uma mensagem do Jacob:

“Não te devia ter dito aquilo, achas que podemo-nos encontrar? Em La Push?”

Não! Eu, pela primeira vez, fiquei magoada com o Jacob e acho que isso basta para aprender a não me meter mais com ele.

Como os meus pais dizem, e com razão, eu ainda não sei o que é amar. Ainda sou uma criança para saber o que é o amor verdadeiro.

Bjs Melissa e comentem por favor!

Sem comentários: